A Lenda de Oz

por

13 de outubro de 2014

Baseado no livro “O Mágico de Oz”  de Lyman Frank Baum, “ A Lenda de Oz” faz uma fabulação sobre a volta de Dorothy à cidade das Esmeraldas. Dirigido por Will Finn de “Pocahontas”, juntamente com Dan St. Pierre de “ Rei Leão”. “Legends of Oz: Dorothy’s returns” (no original) é uma animação musical dublada, direcionada à galerinha bem pequena. Com trechos curtos de ação, musica para acomodar bem a história (memorização), descansos de atenção muito bem distribuídos e muita cor viva e alegre, a animação conta ainda com o humor do vilão “ bufão”, que é aculturado para nossos costumes de gíria e referências. Nada mais hilário do que o vilão ser o bobo da corte e irmão de uma bruxa má, morta por Dorothy na história do livro; com complexos de inferioridade e síndrome de vingança a qualquer preço e, cujo maior dano a causar  é transformar suas vítimas em marionetes. Politicamente isso dá um bom prato, mas não é o cerne da questão.

download (1)download (2)

Os roteiristas Roger Baum (bisneto do autor do livro) e a escritora Randi Barnes satisfazem a curiosidade sobre como seriam o espantalho, o leão e o homem de lata depois que seus desejos fossem atendidos, e traz o espantalho como um gênio, sem perder a graça;  O leão está bravíssimo, mas atabalhoado; e o homem de lata tendo ataques cardíacos à vera, e feliz por isso . Mas mesmo assim, precisam de Dorothy para salvar a cidade das esmeraldas das mãos de um de seus piores vilões, que é uma mistura de Charada e Coringa do Batman da década de sessenta. Infantil, bem no nível do pessoalzinho dos seis aninhos em diante, que curtirão a música encantadora, com composições de Bryan Adams, feitas especialmente para a animação. Quem assina  a trilha é Toby Chu de “Crônicas de Nárnia”.

a-lenda-de-oz-20140924140947.jpg.1000x390_q85_box-320,32,1365,439_crop_detail

“A lenda de Oz” é uma produção americana e indiana. Então, tem cara de blockbuster misturado com lições de vida, e mensagens de esperança, assertividade, responsabilidade, respeito e cultivo de sentimentos nobres, como o amor e a temperança. Derrapa um pouco  na duração, uma hora e meia,  que para pimpolhinhos novos vai ser difícil de segurar, tanto a atenção , quantos os próprios. E ainda, nos remete à lembrança e saudades de Judy Garland. De resto, é diversão garantida.

Avaliação Sonia Rocha

Nota 3