Não Roubaras…A Menos Que Seja Necessário

por

20 de novembro de 2014

A vitrine da loja ostenta uma vida cara, de prazeres inalcançáveis para os pobres personagens de “Não Roubarás (A Menos que Seja Necessário)”. Lucia não é diferente do arquétipo da maioria da população do Equador, agravada pelos problemas típicos da puberdade. A estreante em longas-metragens Vanessa Alvario garante uma enorme verossimilhança a sua personagem.

19324126a
A dramaticidade carregada nas cenas de violência doméstica passa do ponto, fazendo o filme se assemelhar em alguns pontos a novelas típicas do México. O drama familiar envolvendo Marta – mãe de Lucia –  e Emilio mostra um drama comum a muitas famílias latino-americanas, especialmente as mais carentes financeiramente.

189364.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Nos núcleos onde os adolescentes são mostrados, há um enorme contraste de comportamento juvenil, exemplificados pelos dois pares românticos de Lucia, com um mais comedido e outro tresloucado, parte de uma banda de rock que ajuda Lucy em alguns atos de contravenção. O ideário ligado ao movimento punk com moicanos, uso de drogas e roupas rasgadas faz remeter as causas daquela rebeldia incontida, se eximindo de qualquer explicação prévia para tal.

chiqui 2
A lentidão e a burocracia que o sistema judiciário produz atrapalha o clã de personagens principais, obrigando a protagonista a amadurecer cedo demais, produzindo seu próprio sustento por vias tortas, ultrapassando os limites morais, que são aplacados pela ingenuidade típica da juventude. O modo como Viviana Cordeiro consegue conduzir um filme que não subestima seu público, mostrando momentos capciosos e ao mesmo tempo, carregados de sensibilidade.

Mostra Competitiva
Não Roubaras…A Menos Que Seja Necessário – No Roubaras…A Menos que Sea Necessario

País: Equador
Ano: 2013
Duração: 95 min

Diretor: Viviana Cordeiro

Elenco: Vanessa Alvario, Erick Chica, Ana María Balarezo, Carlos Clonares, Patricia Loor, José Miguel Ponce.

Avaliação Filipe Pereira

Nota 3