Numa Escola de Havana

Filme de despedida da veterana atriz cubana Alina Rodriguez e multilaureado no mundo

por

08 de setembro de 2015

249790.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

“Numa Escola de Havana” (“Conducta” de Ernesto Daranas) foi o selecionado de Cuba ao Oscar 2015 na tentativa de figurar entre os indicados a melhor filme em língua estrangeira. Apesar de não ter garantido a vaga, foi multilaureado pelo mundo, e é mais uma demonstração de vivacidade do cinema cubano além dos últimos exemplares “Sete Dias em Havana”, “Juan dos Mortos” e “Retorno à Ítaca” (este com produção francesa). Intenso, a trama aborda como alguns professores da velha guarda ainda enfrentam as instituições de ensino na rígida e restritiva sociedade comunista de Cuba, de modo a se envolver na intimidade da vida de seus alunos, seja torcendo alguma regra ou suprindo negligências para lhes garantir o direito à educação em meio às desigualdades.

 

filmes_10686_escola3

O fato é que a filmografia cubana vem crescendo de novo e este é um exemplar muito bem acabado tecnicamente em termos de imagética, como enquadramentos, planos sequência, montagem e locações, apesar de às vezes sua dramaturgia soar um pouco plástica demais, quase novelesca. O destaque fica mesmo para a dupla principal do elenco, com o dilema do menino (Armando Valdes Freire) que usa seu potencial safo e maroto à margem da legalidade pra sustentar a mãe drogada; E o dilema da professora (Alina Rodriguez) dividida entre se aposentar e ser demitida, por manter sua posição ante o pragmatismo e pseudo eficiência dos novos tempos que sempre querem enxugar recursos. Quando as questões fogem um pouco aos dois, o restante do elenco não é tão firme, alguns até canastríssimos, enfraquecendo a temática séria. Isto volta ao problema da novelização, talvez recurso narrativo necessário para se comunicar com um público maior, no entanto, aquém dos elementos promissores aqui passíveis de alçar vôos maiores.

havana02

Vale mencionar que a veterana atriz Alina Rodriguez faleceu de câncer aos 63 anos no mês de julho deste ano, após ver todo o sucesso e prêmios que seu filme fez.

images (6)

 

Dirigido por Ernesto Daranas

Com Armando Valdes Freire, Alina Rodriguez

Avaliação Filippo Pitanga

Nota 3