O Candidato Honesto

por

10 de outubro de 2014

Assim como Copa de Elite (2014) que foi lançado dois meses antes do Mundial, O Candidato Honesto (2014) apela para a mesma estratégia de lançamento aproveitando as eleições para presidente no Brasil.

Na sinopse, João Ernesto Praxedes (Leandro Hassum) é um candidato à presidência da República, que está em primeiro lugar, no segundo turno das eleições, quando sua avó, no leito de morte, lança uma mandinga, fazendo com que ele não possa mais mentir. Mas como vencer uma eleição falando apenas a verdade?

 

Dirigido pelo especialista em comédias brasileiras (Até que a Sorte nos Separe 1 e 2, De Pernas pro Ar 1 e 2, Odeio o Dias dos Namorados) Roberto Santucci, esta sátira eleitoral repete todos os clichês e estereótipos conhecidos, fazendo um fácil intercâmbio com a platéia que se identifica com o pensamento generalizado que todo político é ladrão e toda mulher tem que ser obrigatoriamente gostosa e sedutora para conseguir seus objetivos.

 

A padronagem da filmografia do diretor é identificada por um espírito boboca sem nenhuma expressividade cinematográfica que apenas plagia as comédias americanas desperdiçando algumas boas idéias. Santucci, que, segundo entrevistas, não acredita em originalidade, parece não se incomodar com a limitação do seu cinema abrindo mão de qualquer estrutura imagética para apostar em uma superficial leitura que apenas aponta o dedo para a corrupção brasileira sem apresentar nada de novo ao já surrado tema.

 

A história é escancaradamente baseada no filme O Mentiroso (1997) com Leandro Hassun imitando os trejeitos de Jim Carrey em determinadas sequências. Embora o ator possua um inegável talento histriônico, mais uma vez ele é utilizado como elemento de destaque (e não como parte da narrativa) contando piadas repletas de preconceitos e palavrões, algumas já repetidas exaustivamente em programas de auditório na Tv aberta. Os recursos do comediante, no entanto, não sustentam o tom moralista desta obra cujo clímax é um discurso artificial sobre ética e arrependimento declamado solenemente no final da projeção.

 

Mais uma vez fica a impressão de que a mediocridade, o deboche e a zombaria são as únicas maneiras que alguns cineastas encontraram para manifestar sua insatisfação com os podres poderes.

 

 

O Candidato Honesto (idem)

Brasil, 2014. 102 min.

Direção: Roberto Santucci

Com: Leandro Hassun, Luiza Valdetaro, Victor Leal, Julia Rabello.

 

 

Avaliação Zeca Seabra

Nota 2